9 de abr de 2010

Vazios, Mas Cheios!

“Não se embriague com o vinho que é uma fonte de
devassidão, mas enchei-vos do espírito”.

Efésios 5:18

Quando Paulo escreve da prisão aos irmãos de Éfeso, ele não estava tratando com algum problema específico. Paulo escreve para a igreja como um todo falando do plano de Deus e sobre a vida cristã. A carta se divide em duas partes.
Na primeira, Paulo informa o motivo da sua prisão e fala do plano secreto, que Deus tinha decidido realizar por meio de Cristo, neste plano é que eu e você estamos incluídos, ou seja, é a inclusão dos judeus com não-judeus no corpo de Cristo, participando com eles das bênçãos
do Senhor (EF 3.3-7).
Na segunda parte, Paulo trata da nova vida que temos que seguir em Cristo. Nesta linha de pensamento quero ter por base o capítulo 5 e o versículo 18 de Efésios, tendo em vista que muitos pregadores só levam em conta a segunda parte do verso “enchei-vos do Espírito”.
Paulo conhecia muito bem Éfeso, foi ele que fundou a igreja de Cristo quando ficou ali por cerca de três anos (At 19.1-7). Nesta ocasião, Cristo por sua infinita misericórdia enviou o Espírito Santo onde houve uma grande efusão, ocasionando milagres extraordinários (At 19:11). Esta é a única vez que os milagres são descritos desta forma.
Com isso, concluímos que Paulo conhecia a cidade e os irmãos em Cristo. Tenho a certeza que o teor maior desta carta é sobre o Espírito Santo e suas ações. Mas quero falar sobre como proceder, para deixar ser possuído pela terceira pessoa da Trindade.
Não se embriague com o vinho que é uma fonte de devassidão. O apóstolo precisava falar de uma maneira que os irmãos de Éfeso entendessem. Paulo sabia que precisava escrever de modo ilustrativo de maneira que pudessem captar tudo aquilo que Deus tinha colocado no seu coração.
Éfeso era a maior cidade da costa oeste da Ásia menor. A cidade tinha um belo teatro que suportava até 24.000 pessoas sentadas para assistirem jogos, músicas e cerimônias religiosas. Entre os deuses adorados pelo povo de Éfeso estavam “Ártemis” ou “Diana” (deusa Protetora da cidade e dos bosques e animais) e “Baco” ou “Dionísio” (deus do vinho e do sexo).
Paulo sabiamente escreve aos irmãos de Éfeso dizendo que eles precisam ser cheios do Espírito Santo. Mas para serem cheios, não podiam se embriagar, eles precisam largar o pecado. Não vos embriagues com o vinho que a contenda mais enchei-vos do Espírito, isso significa que, ninguém pode ser cheio de vinho e do Espírito ao mesmo tempo, ou seja primeiro temos que resolver o problema da embriaguez, só depois disso que podemos ser cheios do Espírito. Paulo esta falando que precisamos resolver a questão do pecado. O apostolo sabia que a embriagues era algo bastante comum entre o povo, especialmente por ocasião das festas realizadas em adoração aos deuses, entre os quais se destaca o deus Baco, (deus do vinho e sexo). Era comum durante a bacanália, (a festa ao deus Baco), os participantes se embriagarem e se entregarem as mais baixas paixões carnais, luxuria lascívia a todo tipo de pecado. Tudo que toma espaço do Espírito Santo se torna pecado. A palavra “vinho” pode ser substituída por outra coisa que nos separa de Deus como, por exemplo, o sexo, a frase ficaria “não vos embriagueis com o sexo mais enchei-vos do Espírito”. Esta e uma frase muito boa para nossos dias. A todo o momento somos surpreendidos pela pornografia explicita na mídia, nas bancas de jornal e até mesmo na rua, sendo provados pela maneira como as mulheres se vestem. Esta geração mais que qualquer outra, sofre com os ataques de satanás. Ninguém pode ser controlado ao mesmo tempo pelo desejo “sexual impuro” e pelo “Espírito Santo”. Antes de pensarmos em ser cheios, precisamos nos arrependermos dos nossos pecados e deixá-los.
Troquemos ainda a palavra “vinho” por dinheiro, a frase ficaria “não vos embriagueis com o dinheiro que a contenda mais enchei-vos do Espírito”, Jesus disse onde está as suas riquezas ali está o seu coração. Há cristãos que amam mais o dinheiro e passam a vida toda atrás dele, como se isso fosse à coisa mais importante do mundo. O alvo dele deixou de ser Cristo, porque o coração dele está no dinheiro, não podemos servir a dois senhores, ou somos embriagados pelo dinheiro ou somos controlados pelo Espírito. Não estou dizendo que não devemos trabalhar e suprir nossas necessidades e de nossos filhos. Quero dizer que isso não pode tomar o lugar de adoração a Deus, não pode ser a coisa mais importante do mundo, fazendo com que eu o busque de uma maneira desenfreada. A embriagues consiste no domínio ou controle de alguém pelos efeitos do álcool. Quando alguém está embriagado, o álcool já subiu à sua mente através da corrente sanguínea e já dominou de tal maneira seu cérebro que, suas palavras, suas ações, as suas emoções, entrassem em conflito, ficando fora de si. Quem nunca vil uma pessoa de ressaca dizer que não se lembra de nada do que fez? Os seus sentimentos e suas decisões estão dominados pelo álcool. É preciso deixar o pecado, se libertar de tudo aquilo que nos separa do Nosso Amado Senhor, deixar fluir do nosso intimo, o amor que floresceu quando confessamos os nossos pecados e aceitamos Ele como Nosso Senhor e Salvador, só assim seremos cheios do Espírito Santo. Lembro-me de um testemunho sobre uma senhora da tribo zulu que aceitou a Cristo, e regularmente estava nos cultos, todos estavam muito felizes por aquela senhora, mais tinha um problema: há anos aquela senhora não tomava banho. Aquilo começou a criar um problema, pois quando ela entrava no local das reuniões, seu mau cheiro perturbava a todos. Todo mundo sabia que ela havia chegado. As senhoras zulus crentes resolveram tomar uma providencia: reuniram-se, fizeram uma festa para ela, e lhe deram um vestido novo de presente, dizendo que gostariam muito de vê-la com o vestido novo na reunião seguinte. A senhora zulu ficou muito feliz e prometeu que usaria o vestido no próximo culto. No culto seguinte ela chegou vestida como tinha prometido, mas quando entrou e sentou-se, o velho e conhecido cheiro tinha tomado todo ambiente. Ela simplesmente vestiu-se por cima da sujeira.
O Espírito Santo não se deixa enganar, não podemos acreditar que seremos cheios do Espírito estando cobertos da lama do pecado. É necessário antes de tudo, resolver a questões do trapo imundo, da embriagues, dos nossos relacionamentos sujos, do nosso linguajar impuro, dos nossos pensamentos promíscuos e lascivos, somente depois disso podemos falar em ser cheios do Espírito Santo.

“Não se embriagueis com o pecado porque gera a morte,
mais enchei-vos do Espírito Santo”.

24 de mar de 2010

A Cruz e Feita Sob Medida.

"Disse Jesus a seus discípulos: Se alguém quer ser meu seguidor, esqueça os seus
 próprios interesses, esteja pronto para morrer como eu
 vou morrer e me acompanhe".
Mateus 16:24

Milhares de pessoas caminhavam cada um carregando uma grande cruz nas costas, rumo à terra prometida onde eles esperavam encontra alegria, felicidade e paz pelo resto da vida.
Depois de algum tempo de caminhada, todos começaram a sentir o peso da cruz nas costas.
No meio desse grupo, havia uma pessoa que se julgava mais esperta que as outras.
Aquela cruz pesada nas costas, num sol escaldante, já cansados e quebrados, mas, continuavam firmes durante a jornada.
Nisso o esperto olhou para um lado e para outro e viu que nimguém estava fiscalizando e observando os seus atos, logo resolveu corta a cruz, para que a carga ficasse mais leve. Voltou a caminhar e no dia seguinte, a cruz começou a pesar novamente.
como ele havia cortado um pedaço sem nimguém perceber e nada lhe havia acontecido, resolveu cortar mais outro pedaço. Assim toda vez que sentia o peso da cruz, cortava mais um pedaço, até tê-la transformado em uma cruzeta, um pedaço de madeira bem pequeno carregado nas costas.
O esperto ficava andando de um lado para o outro em pé numa boa e pertubando os outros que estavam naquela caminhada. Tem pessoas que fazem as coisas de forma e ainda fica pertubando aqueles que querem fazer o correto.
Ele dizia corta a cruz vocês são bobos ninguém falou
nada, ninguém esta vendo mesmo.
E passados alguns dias, todos chegaram a beira de um enorme precipício que não tinha fim mais não era muito largo era relativamente estreito, mas, pular de um lado para outro era impossível.
Então uma voz surge uma voz muito forte do outro lado dizendo: Venham todos para a terra prometida, pois, é deste outro lado que vocês vão
encontrar, alegria, felicidade e
paz para o resto da vida.
E todos indagavam: Mas não dá para pular. E a voz continuou: Não precisa pular pegue cada um a sua cruz e faça dela uma ponte porquê o comprimento da cruz é exatamente a distância de um lado para o outro do precipício. E a medida que você for passando a sua cruz se desaparecerá.
Por isso cada um trouxe a sua.
Milhares de pessoas começaram a jogar a sua cruz passavam para o outro lado do precipício chegando a terra prometida.
E aquela pessoa que havia resolvido diminuir o peso nas suas costas e consequentemente o peso da cruz, ficou ali observando os outros passarem sem saber o que fazer. Perdendo assim todos privilégios: Alegria, felicidade e paz que os demais conseguiram por ter cada um perseverado carregando assim o
peso da cruz em suas costas.
É  comum encontrarmos pessoas agindo desta maneira, achando-se mais espertos que os outros, pensando que serão beneficiados, deixando as suas responsabilidades e obrigações de lado, enquanto que os demais são pessoas acomodadas por estarem fazendo
 corretamente astas obrigações.
Cada um tem sua cruz, sua responsabilidade, e se hoje ela não for cumprida de maneira correta, lá na frente, amanhã a cobrança sem dúvida virá. Portanto, nunca transfira seus problemas para os outros.


Não existem atalhos, Jesus e o caminho a verdade e a vida.

Morte, não é chegada há sua hora!

Pouco tempo depois Jesus foi para uma cidade chamada Naim. Os seus discípulos e uma grande multidão foram com Ele. Quando Ele estava chegando perto do portão da cidade, ia saindo um enterro. O defunto era filho único de uma viúva, e muita gente da cidade ia com ela. Quando o Senhor a viu, ficou com muita pena dela e disse:

Não chore!

Então Ele chegou mais perto e tocou no caixão. E os que estavam carregando pararam. Então Jesus disse:

Moço, eu ordeno a você: levante-se!

O moço sentou-se no caixão e começou a falar, e Jesus o entregou a mãe.

Lucas 7:11-15

Não chore, disse Jesus para aquela mulher, mais como não chorar diante de tamanha perda. A única coisa que aquela pobre mulher podia fazer era chorar abundantemente, lamentar a perda do seu bem maior, o seu único filho. A morte implacável atingiu aquela mulher por duas vezes, primeira o seu marido, agora o seu filho. A morte de um filho não está na ordem natural das coisas. Possivelmente aquela mulher estava fazendo o mesmo percurso que fez para enterrar o seu marido, mais agora levava o seu filho. Ela sentia uma dor enorme, creio eu que muito maior que a perca do seu marido. Seu único filho, sua herança, aquilo que Deus te deu de mais precioso, tudo que ela tinha de mais valioso. Agora ela esta sozinha sem ninguém, abandonada à própria sorte. A única coisa que lhe restava era chorar, e diz a bíblia: E, vendo-a, o Senhor moveu-se de íntima compaixão por ela e disse-lhe: não chore! Ela para seu andar porque sente algo diferente. No fundo ela não quer acreditar na morte do seu filho (Qualquer pai e mãe não querem acreditar que um filho se foi), por mais que ela veja o corpo do seu filho no esquife, imóvel sem vida. Neste momento o Doador da Vida, O Alfa e o Omega, O Todo Poderoso, O Rei dos Reis, Deus Pai, isso mesmo Deus Pai, somente um pai sabe o que e perder um filho. Lembro-me do que Jesus disse no sermão do monte “Felizes as pessoas que choram, pois Deus as consolará”, ou terá íntima compaixão. Jesus encosta no caixão e diz: moço, eu ordeno a você: levante-se! Jesus da uma ordem direta aquele corpo sem vida, contrariando toda lógica humana, ciências e incredulidades. Por mais que o problema seja grande, impossível, por mais que a lógica e a ciência digam ao contrário, por mais que as pessoas que estão a sua volta, não acreditem que algo possa mudar, creia, Deus muda situações! O corpo sem vida ouve a voz do seu Criador e imediatamente o jovem volta á vida.

A vida está em suas mãos, Ele dá a quem quiser.

14 de mar de 2010

Vamos insistir.

Peça, busque e acharás.



“Peçam e vocês receberão; procurem e vocês acharão; batam, e a
porta será aberta para vocês. Porque todos aqueles que pedem recebem; aqueles que procuram acham; e a porta será aberta para quem bate.
Por acaso algum de vocês, que é pai, será capaz de dar uma pedra ao seu filho, quando ele pede pão? Ou lhe dará uma cobra, quando ele pede um peixe? Vocês, mesmo sendo meus, sabem dar coisas boas aos seus filhos. Quanto mais o Pai de vocês, que está no céu, dará coisas boas que lhe pedirem!”

Mateus 7:7-11

Entenda.

Primeiramente você precisa crer que o Sacrifício na Cruz do Calvário não foi em vão, entender que aquela Cruz era nossa, e ter a convicção que o Sangue de Cristonos dá a vitoria, e nos purifica de todo pecado. Só assim que passamos a entender os estágios desta oração dita por Jesus.

Peça!

Jesus nos manda pedir, contar e conversa com Ele todos os nossos problemas. Um dos seus propósitos na Cruz do Calvário é o acesso direto com o Pai, isso que temos que, fazer manter um canal de oração reconhecendo que tudo vem Dele. È por isso que Jesus, como homem, orava ao Pai e dava graças até por um simples pedaço de pão. Peça, e Ele dará. Jesus disse;

“E tudo o que vocês pedirem em meu nome eu farei, a fim de que o Filho revele a natureza gloriosa do Pai.”

João 14:13

Busque e acharás!

Ninguém acha nada se não buscar. Precisamos ir atrás dos nossos sonhos, só assim receberemos Dele o que buscamos. Buscando o Senhor em oração e suplicando a Deus em nome do seu filho. Ser constante nas petições e nunca desfalecer na fé. Ser insistente, que sejamos chatos, ou persistente. Com isso o acharemos.

Bate e abrirá!

O que o meu Mestre nos ensina, que precisamos ser perseverante. Entender que a benção e real mais têm condições para possui – lá. Bater significa esforço de quem é necessitado, crer que atrás da porta espiritual está sua benção.

Qualquer que pede, recebe.

Sempre que batemos à porta e ela não se abre, começamos chamar. Por isso a seqüência “Buscar, bater, orar.” E o que é maravilhoso nisso é que o Senhor não está dizendo que somente alguém especial ou um sacerdote irá receber, mas “Qualquer” pessoa.

Pedra... Serpentes... Escorpião.

Se você pedir pão, receberá pão. Se pedir peixe, receberá peixe. Se pedir ovos, receberá ovos. Jamais receberá algo diferente. Também nunca faltará nada do que você precisa Deus e poderoso para te dar. “Ora, àquele que é poderoso para fazer tudo muito mais abundantemente além daquilo que pedimos ou pensamos, segundo o poder que em nós opera”.

Se vós, sendo maus... Quanto mais Vosso Pai.

Qualquer pai, por pior que seja sempre ama seus filhos e faz de tudo para lhes dar sempre o melhor. O Nosso Pai Celestial é infinitamente melhor do que os pais da Terra. Jesus garante que Ele dará boas coisas a você, inclusive o seu Espírito Santo. Neste ensinamento, o Senhor mostra que o Pai preencherá não apenas as suas necessidades materiais, mas as espirituais também!

Àqueles que lho pedirem.

Jesus não disse:
“Àqueles que precisarem”Deus sabe que todo mundo precisa.Ele disse: ‘“Aquele que lho pedirem”. Então, peça.

“Porque qualquer que pede, recebe o que busca acha o que bate abrir-se-vos-á”.

8 de mar de 2010

Pastores Passam Para o Senhor.


Cantando...Mais perto quero esta meu Deus de ti.


Dois pastores evangélicos e um motociclista morreram num acidente envolvendo sete veículos, na manhã de ontem, na Rodovia do Contorno, trecho da BR 101 que liga Serra a Cariacica no Espírito Santo.
Os religiosos pertenciam à Igreja Assembleia de Deus e haviam saído de Alegre, município da Região Sul do Estado, rumo a uma convenção estadual da igreja em Nova Carapina II, na Serra.
Os veículos – cinco caminhões, uma moto e um automóvel Del Rey – bateram um atrás do outro. O engavetamento aconteceu às 8h15, no quilômetro 277, na Serra. Os pastores estavam no carro.
Tudo começou quando um caminhão freou por causa do intenso fluxo de carros no sentido Cariacica – Serra. Os veículos que vinham atrás dele frearam também, mas o último caminhão – de uma empresa de cerveja – não conseguiu parar a tempo. Com isso, os veículos que estavam à frente foram imprensados uns contra os outros.
Os pastores José Valadão de Souza e Nelson Palmeira dos Santos e o motociclista Jonas Pereira da Silva, 52 anos, morreram no local. Dois outros pastores, que também estavam no Del Rey, sobreviveram, e o motorista de um dos caminhões sofreu arranhões nas pernas. Nenhum dos outros caminhoneiros ficou ferido.
O proprietário e condutor do Del Rey é o pastor Dimas Cypriano, 61 anos, do município de Alegre. Ele saiu ileso do acidente e teve ajuda do motorista José Carlos Roberto, carona de um dos caminhões, para sair do veículo.
Seu amigo de infância, o pastor Benedito Bispo, 72, ficou preso às ferragens. Socorristas do Serviço Médico de Atendimento de Urgência (Samu) e bombeiros fizeram o resgate dele. O pastor teve politraumatismo e foi levado para o Hospital Dório Silva, na Serra.
A mulher de Benedito chegou a ver o marido sendo socorrido e teve que ser amparada por um familiar. Ela também seguia para a convenção num outro veículo. A rodovia ficou interditada durante vários momentos da manhã de ontem nos dois sentidos. O trecho só foi totalmente liberado no início da tarde.
O pastor Dimas Cypriano, que sobreviveu ileso ao acidente na manhã de ontem, no Contorno, contou que usava cinto de segurança e que ficou preso ao tentar sair. Ele dirigia o Del Rey e disse que precisou de ajuda para sair do carro. Mas depois continuou no local, acompanhando os trabalhos de resgate do colega, Benedito Bispo. Nas mãos, levava uma Bíblia que ficou suja de sangue. Mas isso não impediu que o pastor orasse durante o socorro.
O mais comovente do triste episódio, foi o relato dado por 2 pastores sobrevivente, e pelos bombeiros que tentavam tirar os pastores ainda com vida, que estavam presos nas ferragens.
As testemunha citadas acima, contam que os pastores Nelson Palmeiras e João Valadão, ainda com vida e presos nas ferragens, em meio a um mar de sangue que os envolvia, começaram a cantar o Hino 187 da harpa cristã:

Mais perto
Quero estar meu Deus de ti!
Ainda que seja a dor
Que me una a ti,
Sempre hei de suplicar
Mais perto
Quero estar meu Deus de ti!

Andando triste
Aqui na solidão
Paz e descanso
A mim teus braços dão
Nas trevas vou sonhar
Mais perto
Quero estar meu Deus de ti!

Minh'alma cantará a ti Senhor!
E em Betel alçará padrão de
Amor,
Eu sempre hei de rogar
Mais perto
Quero estar meu Deus de ti!

E quando Cristo,
Enfim, me vier chamar,
Nos céus, com serafins irei
Morar
Então me alegrarei
Perto de ti, meu Rei, meu Rei,
Meu Deus de ti!

Aos poucos suas vozes foram silenciando-se para sempre.
As lagrimas tomaram conta dos bombeiros, acostumados a resgatar pessoas em acidentes graves, porem jamais viram alguem morrer cantando um hino; como foi o caso dos pastores Nelson Palmeiras e João Valadão .

Fonte: Genizah Virtual / Gospel+

A Paz do Senhor.

"Deixo com vocês a paz. É a minha paz que eu lhes dou; não
lhes dou a paz como o
mundo a dá. Não fiquem aflitos, nem tenham medo ".
João 14:27

A paz que Cristo deixa não é uma saudação ou despedida Diária.
A paz para o Mundo é a ausência de guerras, Violencias, terrorismo, brigas e confusões.
Essa é uma paz diferente do que o mundo espera. A paz que João descrevê é a mesma que Isaías cap. 52 fala, é Paz Salvadora, Libertadora, de sacrifício e tranquilizadora ...

"O castigo que nos traz a paz estava sobre Ele"

Ainda que Estejamos cercados por guerras e Conflitos, Paz em sua alma estará, porque a paz de Cristo não e sim e exterior, interior.


Davi no salmo 62 diz:

"Somente em Deus eu encontro paz, e dessa paz que vem
Vem minha salvação e minha esperança ".

Que a paz, conquistada na cruz do calvário pelo meu Mestre, possa Atingir sua vida e transforma-lo em um canal de benção para muitas vidas.


Fique na PAZ!
Edson Carlos Rodrigues

Temos o Que Precisamos.

     
Eu pedi...

Eu pedi força a Deus, para poder alcançar o que queria.
Ele me fez fraco, para que eu aprendesse a abedecer...

Eu pedi saúde, para poder realizar grandes coisas.
Recebi doença, para que eu pudesse fazer coisas melhores...

Eu pedi riquezas, para poder ser feliz.
Recebi pobreza, para que eu pudesse ser sàbio...

Eu pedi poder, para receber elogios dos homens.
Recebi fraqueza, para que pudesse sentir a necessidade de Deus...

Eu pedi tudo, para poder desfrutar a vida.
Recebi vida, para que pudesse desfrutar tudo...

Não recebi nada que pedi.

Mas recebi tudo o que esperava, apesar de ser como eu sou, meus pedidos foram respondidos.

Estou entre as pessoas masi ricamente abençoadas!

Nem sempre recebemos algo exatamente como pedidos, mas a certeza é que
receberemos tudo aquilo que suprirá a nossa necessidade todos
 os dias, e é isso que nos aperfeiçoa na vida.




28 de fev de 2010

Jamais desista dos seus sonhos

"A verdadeira medida de uma pessoa não é como ela se
 comporta em momento de conforto e conveniência, mas como ela se mantém
 em tempos de controvérsia e desafios".
                                                                                      Marte Luther King

      A trajetória  de um homem chamado Abraão Lincoln é muito inspirativapara aqules que buscam conquistar um objetizo, um alvo, um sonho, um plano, seja qual for o objetivo da sua vida pessoal.
         Filhos de lavradores, um jovem simples, nunca teve muitos privilégios sociais, não viveu em um palácio, raramente ganhava presentes. Desde sua juventude, conheceu as dificuldades da sua existência. Perdeu sua mãe aos 9 anos de idade, o mundo desabou sobre ele.
         A solidão tomou conta do seu coração, sendo essa a sua primeira e grande derrota. Abriu um comércio e, aos 31 anos, faliu. Foi derrotado em uma eleição para o Legislativo aos 32 anos, nesse mesmo ano perdeu também o emprego. Pediu dinheiro emprestado, aos 34 anos para iniciar um negócio, mas por volta do final do ano falira. Candidatou-se para deputado estadual, no ano de 1834, e, dessa vez, foi vitorioso. Aos 35, anos perdeu sua noiva que fora seu grande amor. Teve um colapso nervoso aos 36 anos. Perdeu outra eleição para o Congresso aos 43, 46 e 48 anos também.
        Pedeu uma disputa para o senado, com 55 anos, fracassou na tentativa de torna-se vice-presidente aos 56 anos. Perdeu outra disputa, para o senado, aos 58 anos.
        E, em 1860, Abraão lincoln, aos 60 anos de idade, conquistou o posto de 16º presidente dos Estados Unidos da América.
       Ele não foi somente o presidente, mas um dos maiores estadistas da história daquela nação.  Apesar das derotas presentes, ele não parou, pois teve confiança.

Precisamos aprender a confiar no Senhor. Salmo 20 verso 7 & 8 relata que o salmista e o povo depois de levantarem ofertas, e, sacrificios a o Senhor, eles tinham a certeza que o Senhor lhes daria a vitoria.
O Salmista declara que alguns confiam nos seus carros de guerra, e outros, nos seus cavalos, mais nós confiamos no poder do Senhor, nosso Deus.
Eles tropeçarão e cairão, mais nós (eu e você) nos levantaremos e seremos vitoriosos no Senhor.

 Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores,
por Aquele que nos amou.
Romanos 8:37                
                       

O melhor dos Convites

"Vinde a mim, todos vocês que estão cansados de carregar as suas pesadas cargas e oprimidos, e Eu lhes darei descanso.
Tomai sobre vós o meu Jugo e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; achareis descanso para vossas almas.
Porque o meu Jugo é suave eo meu fardo e leve ".

* Tomai sobre vós o meu Jugo.

O Jugo É uma Peça de madeira com recortes para prender o pescoço dos bois e obrigá-los a andar lado a lado. No Brasil e mais conhecido canga. Um veio do Chinês Kang-kia, e era de uma madeira com buracos para uma cabeça e as mãos, usada para tortura Prisioneiros.
Jesus usou a figura do Jugo Para facilitar o entendimento dos seus ouvintes, que Estavam familiarizados sobre a Finalidade de tal Ferramenta Agrícola, e demostra que, no mundo espiritual, uma pessoa sempre estará subjulgada a alguém.

*Na Palavra de Deus, "Jugo" tem dez significados:


Escravidão."Eu Sou o Senhor Vosso Deus, que vos tirei da terra dos Egípcios, para que não fôsseis seu escravos; e quebrei os canzis do vosso jugo, e vos fiz andar erguidos"LV 26:13.
                                                        
Servidão. "Agora, pois, alivia a dura servidão eo pesado jugo que teu pai nos impos, e nós te serviremos"I Rs 12:4.

Opressão. "Porque tu quebraste o jugo da sua carga eo bordão do seu ombro, que é o cetro do seu opressor"Is 9:4

Prisão. "Mais agora quebrarei o seu jugo de sobre ti, e romperei as tuas cadeias"Na 1:13

Castigo. "Assim que, se meu pai vos Carregou dum jugo pesado, eu ainda aumentarei o vosso jugo. Mau pai vos castigou com açoites; eu, porém, vos castigarei com escorpiões " I Rs 12:11.

Submissão. "Mas a nação que meter o seu pescoço sob o jugo do rei de Babilônia, eo servi, eu a deixarei na sua terra, diz o Senhor, e lavrá-la-á e habitará nela" Jr 27:11

Pecados. "O jugo das minhas Transgressões foi atado; pela sua mão elas foram entretecidas e postas sobre o meu pescoço" Lm 1:14.

Aliança. "Irei aos grandes , e falarei com eles, porque eles sabem o caminho do Senhor, e a justiça do seu Deus; mas aqueles de acordos comum quebraram o jugo e romperam, como ataduras"Tg 5:5



Sociedade. "Não vos prendais a um jugo desigual com os incrédulos, pois que sociedade tem a justiça com a injustiça? Ou que comunhão tem a luz com as trevas?"II Co 6:14

Autoridade. "Agora, pois se puderes ler esta escritura e me fazer saber o interpretação, serás vestido de púrpura, e terás cadeia de ouro ao pescoço e não reino serás o terceiro gorvernante"Dn 5:16


* Aprendei de mim

Como o jugo serve para obrigar dois a andar lado a lado, uma pessoa aprende com quem ela anda. Se andar debaixo do jugo de satanás, aprenderá as obras infrutuosas das trevas. Se tomar o jugo do Senhor, aprenderá as coisas boas do Reino.


* Porque o meu jugo é suave eo meu fardo e Leve.

È uma pessoa que escolhe de quem vai tomar o jugo: se o jugo pesado do Adversário ou o jugo suave do Senhor. Enquanto satanás oprime e sobrecarrega o subjugado com vícios, tormentos e doenças, Jesus alivia a pessoa de todos esses sofrimentos. O seu jugo não incomoda, porque é suave. Porém, quem toma o jugo de Jesus, precisa saber que deve ser seu servo, andar em submissão, lado a lado com o Senhor, em aliança e sociedade com Deus, sujeitando-se plenamente a sua Autoridade. E isto não é pesado, porque o seu fardo é leve.

Que possamos estar sempre debaixo do jugo do Nosso Senhor.






26 de fev de 2010

Faça mais do que aquilo que lhe é proposto-Faça a Diferença!

"Se o homem fizer apenas o que exige dele, é um escravo. No momento que faz mais, é um homem livre."


Paulo trabalhava em uma empresa há dois anos. Sempre foi um funcionário sério, dedicado e cimpridor de suas obrigações.
Nunca chegava atrasado. Por isso já estava há dois anos na empresa, sem ter recebido uma única reclamção. Certo dia, ele insatisfeito foi até o diretor para fazer uma reclamação: Sr. Gustavo tenho trabalhado durante esses dois anos na empresacom toda dedicação, só que me sinto um tanto injustiçado.
Fiquei sabendo que o Fernando, que tem o mesmo cargo que eu e está na empresa há seis meses já será promovido?!
Gustavo fingindo não ouvi-lo disse: foi bom você vir aqui. Tenho uma tarefa que você poderá me ajudar.
Estou querendo oferecer frutas de sobremesa ao nosso pessoal após o almoço de hoje.
Aqui na esquina tem uma barraca de frutas. Por favor, vá até lá e verifique se eles tem abacaxi.
Paulo, sem entender direito, saiu da sala e foi cumprir a missão. Em cinco minutos estava de volta.
E aí Paulo? Perguntou Gustavo. Verifiquei como o senhor pediu e eles tem abacaxi sim. Quanto custa?
Ah, isso eu não perguntei. Eles tem abacaxi suficiente para atender à todo nosso pessoal ?
Quis saber Gustavo. também não perguntei isso.
H`alguma fruta que possa substituir o abacaxi? Não sei. Muito bem Paulo. Sente-se ali naquela cadeira e aguarde um pouco.
O diretor pegou o telefone e mandou chamar o novatoFernando.
Deu a ele a orientação que dera ao Paulo. Em dez minutos, Fernando voltou. E então? Indagou Gstavo.
Eles tem abacaxi sim, seu Gustavo. E é o suficiente para todo nosso pessoal e, se o Senhor preferir, têm também laranja, banana, melão e mamão.
O abacaxi custa R$ 1,50 cada; a banana eo mamão custam R$ 1,00o quilo; o melão custa 1,20 cada e a laranja custa 20,00 o centro, Já descascado.
Mas, como eu disse que a compra seria em grande quantidade, eles nos concederão um desconto de 15%.
Deixei reservado. Conforme o Senhor decidir, volto lá e confirmo o pedido, explicou Fernando. Agradecendo pelas informações, o patrão dispensou-o.
Veja que situação maravilhosa, se não nos esforçarmos em fazer o melhor, mesmo em tarefas que possam parecer simples, jamais nos serão confiadas tarefas de maior importância.
Todas as vezes que fazemos o uso correto e amplo da informação, criamos a oportunidade de imprimir a nossa marca pessoal. Você pode e deve se destacar, até nas coisas  mais simples, como Fenando.
Portanto, quando estiver com uma tarefa em mãos surpreenda aquele que te confiou esta responsabilidade fazendo muito mais aquilo que foi propoto.
A certeza é de que você vai alcançar muito mais do que aquilo que esta esperando.



"O preço pela perfeição á a prática constante"
Andrew Carnegie.

Conheça um pouco de nossa História.

Assembleia de Deus Ministerio de Madureira em Angra dos Reis.
Pastor Presidente Profº Sósteni Silva

È tudo começou ... 



Em 1944, Manoel Barcelar, jovem com 22 anos de idade,com pouco tempo de convertido,mas disposto a dar prosseguimento ao "IDE" de Jesus sentiu a necessidade de fundar um trabalho nosso, no continente de Angra dos Reis, juntamente com seu amigo e irmão em Cristo Manoel Santana, membro da igreja Assembléia de Deus em Barra Mansa ( Hoje Volta Redonda )
Manoel Barcelar aceitou a Jesus em seu Coração em um ponto de pregação ligado a Ilha Grande em sua própria casa. Ao Chegar em Angra dos Reis, se encontrou com Manoel Santana e ambos começaram a pregar o Evangelho. As dificuldades que encontraram foram inúmeras. EX. A única condução
para Barra Mansa eram os Trens de Carga do Cais do Porto; para o Rio de Janeiro só era possível através de barcos ou baldeação em Mangaratiba. Além disso a idolatria era muito grande e dificultava a pregação. Havia também a oposição de algumas igrejas Tradicionais contra o "pentecostalismo". Contudo nossos irmãos não desanimaram e prosseguiram anunciando o genuíno evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo.
Alguns meses depois, já como novo convertido, precisavam de um local para se reunirem Manoel Barcelar alugou um salão na rua Coronel Carvalho nº 355.O pastor José Capistrano Nóbrega,presidente da Assembléia de Deus em Barra Mansa,mais tarde Volta Redonda,veio dar posse aos pioneiros do Pentecostalismo na direção do trabalho.Depois de algum tempo outros irmãos vieram e juntaram-se a Manoel Barcelar e Manoel Santana, foram eles: Possidônio José Bertoldo e Boaventura Crispim. Passado mais alguns meses, o Pastor Capistrano enviou o Diac.Homero de Souza Carvalho para assumir o ponto de pregação. O trabalho crescia e tiveram que alugar outros salões com mais espaço para cultuarem ao senhor. Anos depois, o irmão Homero comprou o atual terreno por 12 CONTOS DE RÉIS. Como a igreja só tinha 11CONTOS DE RÉIS o irmão Manoel Candido ofertou o restante.De 1945 a 1952, outros pastores estiveram a frente do trabalho,porém,em 1953 volta o irmão Homero que sendo construtor,faz um mutirão com os irmãos de nossa Igreja e o templo é erguido Exatamente 12 anos depois, 13/08/1960, estava sendo inaugurado o 1º templo de nossa propriedade. Mais tarde outros irmãos vieram para dirigir o trabalho, até Chegar no que agora congregamos.







Este e o Templo Antigo.

Essa e a sede atual.


Secretário de saúde é assassinado ao deixar igreja evangélica.

Secretário de Saúde de Porto Alegre é assassinado a tiros.

Eliseu Santos foi baleado ao deixar um culto religioso.
Ele foi morto na frente da mulher e da filha de 6 anos.

O secretário da Saúde de Porto Alegre, Eliseu Santos, de 63 anos, foi morto na noite desta sexta-feira (26), no Bairro Floresta, na Zona Norte da capital gaúcha. Segundo a polícia, ele foi baleado várias vezes ao deixar um culto religioso, pouco depois das 21h.
De acordo com o tenente Luís, do Centro Integrado Ostensivo de Segurança Pública (Ciosp), o secretário foi morto dentro de seu carro após quatro homens terem se aproximado do veículo e, ao menos um deles, disparar algumas vezes. Segundo a polícia, Eliseu teria sido atingido três vezes no peito.
A assessoria da Secretaria Estadual de Saúde informou que Eliseu Santos foi morto na frente da mulher e da filha de 6 anos. Embora estivessem no mesmo carro, elas não foram atingidas pelos disparos.
Na versão da assessoria, porém, Eliseu Santos foi baleado quatro vezes: na perna direita, cabeça e duas vezes no peito.

Reação
A assessoria informou ainda que Eliseu Santos estava armado com uma pistola 380 e reagiu, disparando contra os agressores. A polícia confirmou que o secretário também atirou, mas não soube informar quantos tiros ele disparou tampouco qual tipo de arma ele usouTestemunhas disseram à Polícia Civil que entre seis e dez tiros foram disparados. A equipe de peritos não se manifestou.
Segundo a assessoria da secretaria estadual de Saúde, Eliseu Santos andava armado porque vinha sendo ameaçado de morte.
A polícia ainda investiga as circunstâncias do crime, pois não há registro de que os agressores tenham levado algo de valor do secretário e de sua família. O grupo teria usado um Vectra para fugir do local.

Centenário da Assembleia de Deus no Brasil: De que lado você esta?



Não é desconhecido que nas duas últimas eleições apoiei o pastor José Wellington Bezerra da Costa como candidato a presidente da CGADB. Manifestei também de maneira pública, inclusive com a publicação de um artigo no Mensageiro da Paz, as minhas restrições ao outro candidato, pastor Samuel Câmara, a quem conheço desde o verdor de sua adolescência, enquanto eu adentrava a juventude. Como minhas posições têm sido bastante claras, e mantenho as mesmas restrições que fiz à época, sinto-me bastante à vontade para tratar neste blog do Centenário das Assembleias de Deus no Brasil.


Após a Assembleia Geral Ordinária da CGADB realizada em Vitória, ES, no mês de abril do ano passado, lembro-me de ter publicado alhures (o vocábulo veio para ficar!), em algum blog, que era hora de juntar os "cacos", aproveitar este interregno até a próxima eleição (2013) e buscar a convergência para saírmos desse ambiente extremamente deteriorado da disputa eleitoral. Mas o que veio depois, não é preciso sequer comentar.

Entendi, por outro lado, que o Centenário seria o grande ancoradouro dessa aspiração visto tratar-se de uma comemoração que une indistintamente a todos os assembleianos. Ainda em Vitória, cheguei a comentar com o Diretor Executivo da CPAD, irmão Ronaldo Rodrigues de Souza, que o programa comemorativo não poderia excluir a igreja-mãe. Sem ela não haveria a festa dos 100 anos. Percebi que ficou interessado na ideia.

No entanto, se eu não estou errado, o Centenário caminha para duas distintas comemorações. Uma, promovida pela CGADB. Outra, pela igreja-mãe. Que Belém programe a sua celebração é perfeitamente compreensível e digno de aplausos, pois, se há uma igreja que de fato completa 100 anos, esta é a que foi fundada pelos pioneiros Gunnar Vingren e Daniel Berg com os irmãos que deixaram a Igreja Batista por crer na promessa do batismo no Espírito Santo e foram reunir-se na casa de Celina de Albuquerque, a primeira crente batizada no Espírito Santo em terras brasileiras. Que por extensão a celebração da data se estenda a todo o Brasil também não se questiona, pois o início em Belém, PA, tornou-se o marco da existência da AD brasileira.

O que me deixa constrangido e triste é perceber que até na comemoração do Centenário estamos divididos! A da CGADB, que nem igreja é; a da igreja-mãe, sem a qual as filhas, embora já na "maioridade", não existiriam. Era a hora de pôr de lado as divergências, construir a unidade, chamar toda a liderança brasileira e mostrar ao Brasil que é muito maior e mais forte o que nos une do que tudo quanto nos separa, representado pela mesquinha política eclesiástica. Defendo até a inclusão de Madureira, cujas raízes são as mesmas de Belém do Pará.

Como secretário da Comissão da Década da Colheita à época, ao lado de companheiros como o saudoso pastor Valdir Bícego e o colega Isael de Araújo, sob a presidência do pastor José Wellington Bezerra da Costa, tive a imerecida honra de coordenar a festa dos 80 anos em Belém, PA, ainda sob o pastorado do veterano pastor Firmino Gouveia. Vieram caravanas de todo o Brasil. Enquanto, durante o dia, realizávamos as conferências da Década da Colheita, as reuniões da noite eram reservadas para a celebração. Foi emocionante participar do desfile pelas ruas da capital paraense, proclamando o som do evangelho, com milhares de crentes e por alguns quilômetros, desde as escadas do porto por onde desembarcaram Gunnar Vingren e Daniel Berg até o Templo Central, na Travessa 14 de março.

Continuo idealista. Ainda há tempo de mudar este quadro. Podemos, sim, marchar em unidade para o Centenário. Que haja comemorações em todo o país. Que se escolha um dia para que cada igreja nos recônditos mais distantes da nação faça a sua celebração especial. Pode-se oferecer a elas, inclusive, sugestões de programa para o culto festivo. Mas não é justo e nem contribui para o estreitamento dos laços fraternos e espirituais que a igreja-mãe esteja à parte do calendário oficial.



Deixemos 2013 para depois
 
Pastor Jeremias Couto.

"...o servo do Senhor...deve ser brando para com todos..."

Quando nos submetemos a Deus, Ele retira de nós toda a pureza, e adquirimos, então, uma profunda visão do Espirito de Jesus, e passamos a compreender a preciosidade que é, neste mundo infeliz e de trevas, a brandura do espirito.
As graças do Espírito Santo não recaem sobre nós acidentalmente; se não discernirmos certos estados de graça, e os escolhermos e nutrirmos em nosso pensamento, eles nuncam farão parte de nossa natureza ou comportemento.
Cada passo avante para crescermos na graça, requer antes que verifiquemos o que existe ali para nós, em oração, resolvamos obtê-la.
São poucos os que estão disposto a passar pelo sofrimentoatravés do qual adquirimos a completa mansidão. Nós temos que morrer, para que possamos nos tornar mansos,e a nossa crucificação envolve sofrimento; e um verdadeiro esmagamento do eu, que domina o coração e a mente.
Hoje em dia existe muita santificação meramente lógica e mental, que é apenas uma ficção religiosa.
Consiste em a pessoa colocar-se mentalmente no altar, e, mentalmente, dizer que o altar santifica a oferta, e daí concluir que está santificada; e essa pessoa sai a falar com uma loquacidade superficial sobre as profundezas de Deus.
Mas as cordas naturais do coração não foram quebradas nem a rocha adâmica reduzida a pó, e suas entranhas não experimentaram a agonia do Getsêmani.
Sem as marcas reais da morte no Calvário, não pode haver aquele trnsbordar suavee triunfanteda vida de vitória que brota de um túmulo vazio.

O Cristão e a Cidadania. Cap. I

Pastor Manoel Ferreira
Politica é uma obra de Deus?
Existe muita dúvida sobre se nós, cristãos, devemos atuar no meio politico. E quero falar pra você, meu irmão, que sim. A bíblia é clara quando diz que as autoridades são escolidas por Deus. podemos ver em Romanos, capítulo 13, e em outras passagens que estamos sujeitos aos governantes desta terra.
"Todo aquele que não observar a lei do teu Deus e a lei do rei..." Ed 7:26
"Obeserva o mandamento do rei..." Ec 8:22
"Todo homem esteja sujeito às autoridades superiores..." Rm 13:1-7
"Se sujeitem aos que governam, às autoridades..." Tt 3:1,2
"Sujeitai-vos a toda instituição humana...quer seja o rei como soberano..." 1 Pe 2:13,14
Além disso, José governou o povo do Egito livrando Israel da morte e foi Deus quem o colocou lá.
Leia Gn 37:5-10; 41:38-41
Jetro aconselhou seu genro Moisés falando: coloque sobre eles chefes que resolvam as causas menores e tu resolva só as maiores.
Ex 18:13-27
Através desses e outros exemplos podemos afirmar que a política é sim um projeto de Deus. E devemos prestar muita atenção na hora de escolher quem vai representar a gente, justamente para estar de acordo com a vontade de Deus.
"Temos que buscar, como representantes do povo e de Deus, homens que pregam o bem e que praticam boas ações. Só assim estaremos fazendo nossa parte e agradando ao Senhor."
Pastor Manoel Ferreira.
Um servo de Deus pode ser candidato, ou isso é contra as leis do Senhor?
Caros irmãos, muitos servos de Deus foram políticos, como Davi e Salomão entre outros tantos. Dizer que para servi a Deus devemos nos afastar da política vai contra as próprias palavras do Senhor. Deus quer é que o seu rebanho tenha sabedoria para eleger seus representates de forma correta, assim como fez o povo de Israel.
Quanto mais as pessoas de bem se afastarem da política, mais o mal vai ganhar espaço; e isso afeta diretamente as nossas vidas. Não é da vontade de Deus que o mal prevaleça, por isso o povo cristão deve se unir para eleger representantes que tenham em seu coração a verdadeira vontade cristã de construir um mundo melhor.
Você precisa acreditar nas pessoas.
Educação, saúde, segurança, emprego, transporte, salários, leis, fazem parte da sua vida? Então, como você pode afirmar que não tem nada com isso, pois todos ítens acima são de responsabilidade dos políticos.
Os políticos são eleitos por você, através do seu voto, da manisfstação da sua vontade, logo, você e sua família são responsável por essa escolha. Se escolher bem, teremos políticos bons e comprometidos com o povo. Se escolher mal serão 4 anos de decepção.
Como você não tem nada com isso? Os únicos responsáveis pelo bem ou pelo mal somos nós mesmos.
Reflita bem.

Deputado Federal Pastor Dr.Manoel ferreira.
Lider da Conamade. Convenção Nacional das Assembleias de Deus no Brasil Ministério de Madureira.

16 de abr de 2009

A Cruz e a Evangelização

O "homem" o ser que olha para cima, tornou-se criatura em crise, quando perdeu o caminho. Esta trágica experiência aconteceu quando "o que olha para cima" desviou-se do caminho da vida e tornou-se "o que olha para baixo", ou "o que olha para dentro". Desviou-se do "caminho da vida" para o caminho "caminho da morte". Deixando a luz, enveredou-se para as trevas. Deixando o centro, tornou-se excêntrico. Não é de se admirar que o relato divinamente inspirado o descreva nesse estado como "perdido".
I) APÓS A QUEDA O HOMEM VIVE EM MEIO A IMPULSO CONFLITANTES
1. O impulso ascendente em direção ao ideal original.
2. O impulso descendente em direção à existência mesquinha, à escravidão da vida sensual;
3. O impulso para dentro em relação aos seus próprios desejos, sentimentos e ambições.
4. Foi em meio a essas contradições da vida que Deus, em Cristo, apareceu. Pois o Homem se destruía e, meio a tais conflitos. Então, Deus num ato de amor e sacrifício, tomou a si a responsabilidade do resgate. "Deus estava em Cristo reconciliando o mundo", diz Paulo (2 Co. 5.19).
II) A CRUZ DE CRISTO SE TRANSFORMOU NA PODEROSA SALVAÇÃO DE DEUS PARA NÓS PECADORES
Na cruz, Jesus com os braços estendidos como num tremendo abraço, apoderou-se de nossa vidas em ruínas e, por seu poderoso ato de amor, condenou a hostilidade da morte, libertando os cativos.
1. A cruz se transformou na poderosa salvação de Deus aos homens:
(1) Pela sua origem (Gl. 4.4,5). Pondo cobro em nosso desespero de querermos alcançar a Deus através de nossos fúteis esforços humanos para parecermos bons, apontando o novo e revitalizante caminho à comunhão com Deus.
(2) Pela profundidade do seu alcance- indo além das nossas próprias raízes da nossa depravação e perdição, destarte lidando com as nossas necessidades mais profundas da dilapidação moral, e livrando os coxos.
(3) Pela sua penetração interna - substituindo o nosso centro incorreto, em razão do qual nos tornamos egocêntricos, pelo centro correto - Jesus Cristo - que nos torna cristocêntricos, e nos livra da nossa fragmentação interna. A cruz propicia integridade interna .
(4) Pelo seu alcance externo - removendo os elementos conflitantes de nossas relações com os companheiros e com o mundo como um todo.
Eis, portanto, a centralidade, a esfericidade, a crucialidade da Cruz (o amor sacrificial de Deus em Cristo) na partilha das Boas Novas com o mundo (Evangelização) que ele mesmo criou.
III) A CRUZ NO APECTO PRÁTICO DA EVANGELIZAÇÃO
1. A cruz é a mensagem da evangelização. Não existe fé cristã sem cruz. O cristianismo nasceu na cruz. Foi o amor na Cruz do Calvário que rompeu todas as barreiras do orgulho cultural, nacional, racial e intelectual, as quais sufocam as aspirações religiosas com polarizações humanísticas (antropocêntricas).
(1) A Cruz destaca a desesperada necessidade moral do homem.
(2) A Cruz destaca a seriedade com que Deus tratou nossos pecados.
2. A Cruz é a forma motivadora da evangelização. É pela luz da Cruz que as escamas caem de nossos olhos, e começamos a enxergar a maravilha do seu incrível amor de redenção, e a completa desgraça de nossa pecaminosidade.
3. A Cruz é a inspiração da evangelização. A Cruz é a carne, os ossos e a batida de coração da evangelização. Se desviar-se dessa pulsação vital, o que restará da evangelização será, inevitavelmente, um exercício estéril de declarações de fé, todas habilmente elaboradas mas sem vida, e destituídas de poder para curar vidas e relações rompidas.
4. A Cruz o preço da evangelização. De acordo com o relato bíblico, as Boas Novas se converteram em realidade viva e prática para nós, homens, quando aquele que era igual a seu pai "esvaziou-se" de toda glória, a fim de vir partilhar nossa humanidade. "O poder regenerador do perdão depende do seu preço". (James Denney)
5. A Cruz é a força de unificação da evangelização. Somente através da visão constrangedora do Cristo crucificado, pode a igreja cristã arrepender-se das desafortunadas e enfraquecedoras divisões e divisibilidade de suas fileiras, do desperdício de sua força humana e da corrosiva dispersão de seus materiais. É preciso ter uma visão nova das palavras de nosso Senhor: "Aquele que poupa perde" mas "o que abre mão ganha". (Rm. 8.32)
6. A Cruz é a força atrativa da evangelização. É o próprio Senhor Jesus quem atraiu a atenção de seus discípulos perplexos, ao fim de seu ministério físico, como está registrado no Evangelho de João (JO. 12.32): "...e eu, quando for levantado na terra (cruz), atrairei todos a mim mesmo".
Não foi por acaso que Paulo disse: "Mas longe de mim gloriar-me, senão na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo".